Notícias

Banco do Brasil é condenado a indenizar funcionária por discriminação de gênero

Em acórdão do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, o Banco do Brasil foi condenado a pagar indenização à funcionária que sofria discriminação de gênero no ambiente de trabalho.

Em ação patrocinada em 2º grau pelo escritório Fortunato Goulart Advocacia, ficaram comprovados os assédios morais e tratamentos discriminatórios dispensados à vítima pelo fato de ser mulher.

De acordo com testemunhas, não só as demandas das mulheres não eram ouvidas, como também eram recorrentes os comentários jocosos em relação a elas. O tratamento desigual ficou caracterizado no comportamento do gestor, que utilizava-se de tratamento discriminatório ao gênero feminino.

O conteúdo completo do acórdão pode ser visualizado clicando aqui.

Veja mais:

Discriminação por idade no trabalho: EUA e Brasil

Indenização por acidente de trabalho com morte

Gravação de conversa demonstra que empresa passava referências negativas sobre empregado

Voltar

Call Now Button
Compartilhe

Desenvolvido por Company